Royal Wedding, o novo livro da série O Diário da Princesa, é pura nostalgia

Royal Wedding, o novo livro da série O Diário da Princesa, é pura nostalgia

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A gente não conseguiu nem esperar o lançamento de Royal Wedding no Brasil. Lemos em inglês mesmo! Afinal, Mia Thermopolis está de volta e eu não poderia estar mais feliz por finalmente poder falar de Meg Cabot. Em uma época na qual ou você lia Harry Potter ou não lia nada, O Diário da Princesa surgiu em minha vida como uma excelente opção para esperar os próximos lançamentos do bruxo de J.K. Rowling. Mas mal sabia eu que iria me apaixonar pela história da princesa de Genovia.

• Curta o Fica Quietinho no Facebook

A série, que até então tinha dez livros, havia se encerrado há alguns anos. Mas Meg Cabot resolveu presentear os fãs com o lançamento de Royal Wedding – no Brasil, o livro vai se chamar O Casamento da Princesa – para comemorar os 15 anos da publicação do primeiro volume dessa saga real.

• Siga o @FicaQuietinho no Twitter

O novo livro é pura nostalgia. Talvez seja tão incrível quanto achei. Mas entenda: há todo um envolvimento meu com essas personagens e todo o mundo está de volta: Mia, Michael, Lily, Tina, Grandmère, Lars, até mesmo Lana e JP, por incrível que pareça.

• Siga o @FicaQuietinho no Instagram

O Casamento da Princesa é voltado para o público adulto. Afinal, quem leu O Diário da Princesa também já cresceu. Mia está mais atrapalhada do que nunca ao ter que lidar com pressões políticas na Genovia, com a descoberta de segredos na família e com paparazzis que não a deixam em paz nem por um segundo. Fora isso, o relacionamento com Michael vai muito bem, obrigado. No entanto, uma coisa a intriga: por que ele não a pediu em casamento mesmo depois de todos esses anos juntos?

A forma de escrever de Meg é uma delícia. É fluída, divertida, contemporânea e cheia de referências que fazem o livro se conectar imediatamente com o leitor como a autora sempre soube fazer magistralmente. As personagens cresceram e, mesmo em meio de toda maluquice de Mia, vemos como ela se desenvolveu do primeiro livro até o mais recente.

O Casamento da Princesa é um daqueles livros que a gente ama ler mas fica triste porque acabou. Se você é fã de O Diário da Princesa, nem é preciso dizer que a leitura é obrigatória, né? E se você não é, desculpe, mas você não sabe o que está perdendo.