Foto: Reprodução

Polícia confirma 22 mortes em explosão após show de Ariana Grande na Inglaterra

*postagem atualizada às 12h40, de 23 de maio de 2017

A polícia de Manchester, na Inglaterra confirmou 22 mortes após duas explosões próximas à arena onde acontecia um show da cantora Ariana Grande nesta segunda-feira, 22. As autoridades tratam o caso como um “grave incidente” e trabalham com a hipótese de um atentado terrorista, ainda não confirmado.

Siga @FicaQuietinho no Instagram

Em nota divulgada, a polícia de Manchester confirmou também que até o momento foram contabilizados, pelo menos, 50 feridos. Por meio de seu Twitter oficial, a Manchester Arena se manifestou informando que as explosões não aconteceram dentro do local do show como havia sido noticiado inicialmente e sim do lado de fora, em um local público.

Relatos nas redes sociais

O Twitter e o Facebook foram as primeiras fontes de informações a respeito do assunto assim que as explosões ocorreram no final desta tarde. Fãs de Ariana Grande filmaram a correria e o desespero das pessoas que estavam nas imediações do show. Em alguns vídeos é possível ouvir ao barulho que, suspeita-se, sejam bombas.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Uma jovem que deixou a arena alguns minutos antes de Ariana cantar a última música relatou em seu perfil no Facebook sobre a explosão que, segundo ela, aconteceu em sua frente. Ela chegou a postar fotos que mostram seu cabelo e sua bolsa sujos de sangue. O relato e as imagens são assustadores.

Just out of The Ariana Grande Concert in Manchester,I thought we would leave seconds before the last song finished in…

Publicado por Abby Mullen em Segunda, 22 de maio de 2017

Cantora não se pronunciou

Até o momento, Ariana Grande não se manifestou a respeito dos acontecimentos. A assessoria da cantora confirmou que ela está bem e fora de perigo. A rapper BIA, que abriu o show, também publicou em seu perfil no Twitter que todos estão bem e a salvo.

Nas redes sociais por todo o mundo, as pessoas manifestam solidariedade aos atingidos por essa tragédia com a hashtag #PrayForManchester.