Foto: Fica QuietinhoFoto: Fica Quietinho

SP: com muito orgulho, Daniela Mercury, Pabllo Vittar e Anitta agitam Parada LGBT

Nosso texto está chegando um pouco atrasado, mas ele jamais deixaria de ser publicado. Afinal, se tem algo que a gente ama, comparece e faz questão de apoiar é a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. E por isso, neste domingo, 18, estávamos na Avenida Paulista dando close e acompanhando esse evento maravilhoso.

Siga o Fica Quietinho no Instagram

O público já lotava a avenida horas antes de começarem os shows de Daniela Mercury, Pabllo Vittar e a presença – rápida, porém, não menos significativa – de Anitta. Cheia de luta, manifestações políticas e do apoio de ícones da causa, a comunidade LGBT em peso reivindicava direitos e um Estado Laico, sem influência de religião.

Os shows

Quem reinou por toda a avenida e também ao longo da Rua da Consolação foi Daniela Mercury. Seu axé e seus manifestos em cima do trio da Skol – mais uma vez aqui nosso agradecimento pelo convite – ecoaram por toda a Parada e foram replicados em Stories, vídeos e fotos no Instagram, Twitter, Facebook e todo tipo de rede social. Se o show não tivesse sido encerrado pontualmente às 18h, certamente até agora ela estaria cantando e carregando a multidão LGBT e simpatizantes por São Paulo todinha.

Eu e ela! Ela e eu e o amor… #paradaLGBT2017 #empoderamentoGay #DanielaMercury #RainhadoAxé Foto: @celiasantosfots

Uma publicação compartilhada por Daniela Mercury (@danielamercury) em

Anitta não fez um show completo – conforme chegou a ser anunciado –, mas após receber uma homenagem no trio da Uber em parceria com o Chá da Alice, acabou cantando alguns hits como Paradinha, Sim ou Não e claro, a parceria com Pabllo Vittar e Major Lazer, Sua Cara. O público delirou, óbvio.

Uma honra ser homenageada, coroada e literalmente tratada como rainha hoje na Parada Gay de São Paulo. Sou eternamente grata à todas as alegrias que este público me proporciona na vida. Espero poder sempre usar minha força para levantar a bandeira da liberdade, do respeito e da coragem à todos os cidadãos independente de sua orientação sexual. Ver crianças, famílias e todo tipo de gente se divertindo em massa na paz e na alegria em prol dessa mensagem foi lindo. E a mensagem é essa… Se respeitem, se amem, não se julguem… todos precisam ser incentivados a assumir o que são e não serem punidos de nenhuma forma por isso. Por um mundo sem hipocrisia e consequentemente mais honesto e feliz! Feio é não ter caráter, feio é não ter respeito ao próximo… ser gay não… ser gay é apenas ser humano. Muito obrigada por me proporcionarem tamanha experiência. E quero voltar na próxima pra fazer um show inteiro nesse evento surreal! ?

Uma publicação compartilhada por anitta ? (@anitta) em

Pabllo, baphônica, também levantou a galera. Trabalhando os sucessos de seu álbum Vai Passar Mal, a drag queen fez a Avenida Paulista ferver. Não á à toa que a gente fala que 2017 é o ano dela, né?

// pride ✨?‍??

Uma publicação compartilhada por Pabllo Vittar ?? (@pabllovittar) em