SAD STUDS

Clipe de Bad Blood, de Taylor Swift, ganha paródia de ativistas gays em luta por direitos iguais

Sad Studs

Foto: Reprodução

Se Taylor Swift já veio destruindo carreiras com seu clipe de Bad Blood , agora ele será usada de uma forma mais interessante, podemos dizer. Deixando a rixa de lado, um grupo de ativistas gays recriaram o vídeo tendo como objetivo uma importante lição: doação de sangue.

• Curta o Fica Quietinho no Facebook

Os homens homossexuais são proibidos de doar sangue, a menos que estejam sem ter relações sexuais há 12 meses. Nos Estados Unidos essa ideia está sendo revista, pois demonstra uma atitude muito ultrapassada, quando os gays eram ainda considerados grupo de risco.

“Eu acho que essa causa é muito importante, porque sua política é completamente desigual. Uma mulher heterossexual pode abusar de remédios, cigarro, álcool, nunca ter feito um exame de HIV, ter feito sexo sem preservativo com caras diferentes a cada noite, e ainda assim doar sangue. Um homem saudável que tenha feito apenas sexo oral com outro homem há dez meses, e tenha feito três exames de HIV desde então, não pode doar. Não há justificação científica para essa política. É uma discriminação”,comenta o diretor Jake Wilson.

Sad Studs

Foto: Reprodução