Birdman é o grande vencedor do Oscar 2015; veja a lista completa dos premiados

Birdman é o grande vencedor do Oscar 2015; veja a lista completa dos premiados

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Amado por muitos, e odiado por outros muitos, Birdman, do mexicano Alejandro González Iñárritu, se consagrou o grande vencedor do Oscar 2015, com quatro troféus, sendo dois deles os principais prêmios da noite: Melhor Filme e Melhor Diretor. Os outros dois vieram nas categorias Melhor Fotografia e Melhor Roteiro Original.

Quem também se destacou foi O Grande Hotel Budapeste, que igualou ao número de estatuetas de Birdman: quatro. Mas em categorias menores: Figurino, Maquiagem e Penteado, Design de Produção e Trilha Sonora.

Ao contrário do ano passado, a cerimônia não foi das mais empolgantes, mas mesmo assim tiveram ótimos momentos. Dê uma olhada nos destaques abaixo:

Abertura
Neil Patrick Harris conduziu o início do show com brilhantismo. Ao lado de Anna Kendrick, que surgiu ao palco com o mesmo vestido que sua Cinderela usou em Caminhos da Floresta, ele conduziu um musical que homenageou todos os indicados da noite. Foi lindo!

Mozão <3
Adam Levine não estava em seus melhores dias de afinação, mas mesmo assim mandou bem ao apresentar Lost Stars, do filme Mesmo Se Nada Der Certo, que concorria ao prêmio de Melhor Canção Original.

Uma saudade: Lerigou
Vai ser difícil superar o hino Let It Go, de Frozen. Tega & Sara subiram no palco para cantar Everything Is Awesome, da trilha da animação Uma Aventura Lego. A apresentação foi bem animadinha, perfeita para o Teen Choice Awards.

Outra saudade: Ellen DeGeneres
Nosso amado Neil Patric Harris, infelizmente, não fez uma apresentação memorável. Mas ele teve seus poucos e bons momentos, como quando resolveu recriar uma excelente cena de Birdman e apareceu SÓ DE CUECA no palco!

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Suas piadas não foram tão contagiantes quanto esperávamos, mas até que ele conseguiu arrancar alguns risos do público, como quando no momento em que deu uma bela gongada o vestido de uma das premiadas na categoria Documentário em Curta-Metragem e também no momento em que tirou um sarro com a cara de John Travolta, ao dizer que “Benedict Cumberbatch significa Ben Affleck na língua do John Travolta” HAHAHA. Se você não entendeu a piada, clique aqui.

Verdades
Patricia Arquette foi premiada por sua atuação no filme Boyhood, e fez um discurso em tom de protesto, que fez Meryl Streep ficar de pé para aplaudir. “[Dedico] a toda mulher que já deu à luz, todo cidadão que paga impostos, nós lutamos pelos direitos de todo mundo. É nossa vez de ter salários igualitários para todos e direitos iguais para as mulheres nos Estados Unidos”, disse.

Maravilhosa!
Rita Ora estava maravilhosa com seu vestido Vera Wang, sapatos Christian Louboutin e joias da Bulgari. Ela fez uma linda apresentação ao cantar Grateful, música que concorria ao prêmio de Melhor Canção Original pelo filme Além das Luzes.

In Memoriam
Jennifer Hudson soltou o vozeirão após a tradicional homenagem aos artistas e profissionais de cinema mortos no último ano. Em um longo preto de Lorena Sarbu, ela cantou I Can’t Let Go, música da extinta série Smash (saudades!).

Oh, Glória!
John Legend e Common apresentaram a premiada Glory, do filme Selma, que acabou com o prêmio de melhor Canção Original.

Adele Dazeem
No ano passado, John Travolta deixou de tomar seu gardenal e foi desta maneira que anunciou a performance de Idina Menzel, convocada para cantar Let It Go. Agora, ela teve seu momento de redenção e, no palco, ela chamou Glom Gazingo para apresentar o prêmio de Melhor Canção Original. Mas quem é Glom Gazingo??? Era o próprio Travolta! HAHAHA

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Princesinha do Pop
Lady Gaga estava deslumbrante! Vestido, maquiagem e cabelo impecáveis e sua voz… ah, que voz! Ela participou da cerimônia para homenagear os 50 anos do filme A Noviça Rebelde, e fez um pot-pourri de clássicos do musical, como My Favorite Things, Edelweiss, Climb Ev’ry Mountain, entre outras.

Surpresa da noite
A categoria Melhor Roteiro Adaptado tinha um destino certo: Sniper Americano. Mas foi o ótimo O Jogo da Imitação que levou o prêmio, recebido pelo roteirista Graham Moore com um discurso emocionante.

“Alan Turing nunca ficou em um palco como este, olhando para todos estes rostos desoncertantes e atraentes. Eu estou! E isso é a coisa mais injusta que já ouvi. Então, neste breve tempo que tenho aqui, quero dizer o seguinte: quando eu tinha 16 anos, tentei me matar porque me sentia estranho, diferente, e sentia como se não pertencesse (a este mundo). E agora estou aqui. Gostaria neste momento de ser para este garoto que se sente estranho, diferente ou que não se encaixa em algum lugar. Sim, você se encaixa. Eu prometo que sim. Fique estranho, fique diferente e, em seguida, quando for a sua vez, e você estiver em pé sobre este palco, por favor, passe a mesma mensagem para a próxima pessoa que vem na fila. Muito obrigado!”.

Confira a lista dos vencedores:

Melhor Ator Coadjuvante
J.K. Simmons – Whiplash

Melhor Figurino
Milena Canonero – O Grande Hotel Budapeste

Melhor Maquiagem e Penteado
Frances Hannon e Mark Coulier – O Grande Hotel Budapeste

Melhor Filme Estrangeiro
Ida

Melhor Curta-Metragem
The Phone Call

Melhor Documentário em Curta-Metragem
Crisis Hotline: Veterans Press 1

Melhor Mixagem de Som
Whiplash

Melhor Edição de Som
Sniper Americano

Melhor Atriz Coadjuvante
Patricia Arquette – Boyhood

Melhor Efeitos Visuais
Interstellar

Melhor Curta-Metragem de Animação
Feast

Melhor Animação
Operação Big Hero

Melhor Design de Produção
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Fotografia
Birdman

Melhor Montagem
Whiplash

Melhor Documentário
CitizenFour

Melhor Trilha Sonora
O Grande Hotel Budapeste

Mehor Roteiro Original
Birdman

Melhor Roteiro Adaptado
O Jogo da Imitação

Melhor Diretor
Alejandro Gonzáles Iñárritu – Birdman

Melhor Ator
Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo

Melhor Atriz
Julianne Moore – Para Sempre Alice

Melhor Filme
Birdman

Mais informações em instantes