AlokFoto: Reprodução

TRETA! Alok e Rick Bonadio batem boca na internet por remix de Mamonas Assassinas

Na semana passada, Alok lançou um remix de Pelados em Santos, um dos maiores sucessos dos Mamonas Assassinas. Fãs do grupo ficaram animados com a homenagem, mas alguns mais críticos não curtiram muito a forma como o DJ trabalhou a canção. Rick Bonadio, produtor da banda, ficou magoado e resolveu se pronunciar sobre o novo arranjo da música.

No Facebook, em tom de deboche, Bonadio publicou nesta quinta-feira, 14, que Alok havia mudado um acorde da canção e que o fato havia deixado o trabalho “péssimo”. “Alô Alok, o segundo acorde é um B menor e você colocou maior, mesmo mantendo as melodias de voz e metais. Vamos arrumar isso? Conceito é uma coisa, falta de musicalidade é outra. Tá péssimo. Os Mamonas não mereciam um remix tão ruim como esse. Espero que a galera que curte Mamonas não aceite esse tipo de desrespeito. Sinto que foi um remix feito de qualquer jeito, as pressas e sem nenhum cuidado. Desculpem amigos mas estou bem puto”, escreveu ele.

Alok não deixou barato e rebateu a crítica. O dono de Hear Me Now afirmou que seu remix é uma releitura e por isso permite algumas mudanças.  “A gente tem o direito de mudar o arranjo dela. Assim como eu fiz com a música do Mick Jagger“, falou o goiano em um live em seu Instagram.

“Rick, obrigado pelo marketing. Ao invés de só ficar aí fazendo críticas destrutivas porque você não vem aqui no estúdio fazer críticas construtivas? De repente tem algo pra você ensinar pra gente, e a gente tem muito o que ensinar para você também. Vem pra cá pra você dar uma atualizada”, ironizou o DJ magya.

Treta que segue…

E como confusão boa ninguém termina, Rick Bonadio retrucou Alok novamente. “Alok , seja honesto e não engane seu público. A nota está errada e você não pode ser assim simplista. O remix além de ter erro sim, cortou e desfigurou a obra que é um legado para a música brasileira. Os Mamonas não podem ser conhecidos pelas novas gerações pela letra que você deixou no remix. Não se pode cortar a letra de uma obra dessa importância. Faltou respeito e maturidade a você. Não importa o que se fala e sim o que se faz. Sua obra também merece respeito porém quando você entra na dos outros precisa falar com as pessoas, pedir informações, entender. Os Mamonas fizeram famílias inteiras irem para as ruas chorarem a morte deles. Eram meus amigos. Coloque-se no seu lugar e baixa a bola. Respeite a música deles! Essa bronca serve para você aprender a ter mais humildade e também lembrar de sua responsabilidade social. Se quiser venha aqui no Midas e falamos pessoalmente. Coisa que você deveria ter feito antes de sair cortando letra e mudando ‘Pelados em Santos’. Ah outra coisa: acorde menor jamais soa maior. Todo músico sabe disso”, escreveu ele.

Se foi para cutucar o produtor ou não, a gente não vai saber tão cedo. Mas, o DJ publicou um vídeo em seu Instagram no qual o público do seu show está curtindo muito a sua versão de Pelados em Santos. Vale destacar que já são cerca de 240 mil streams da música no SpotifyObservem:

Uma publicação compartilhada por Alok Petrillo (@alok) em