Trajetória de Hebe Camargo será revivida em exposição multimídia

A gente não se cansa de falar sobre Hebe Camargo. E agora sempre com boas notícias, obviamente. E como diria a própria loira, essa é uma daquelas "linda de viver".

A apresentadora – que faleceu em 29 de setembro do ano passado – irá ganhar uma homenagem mais do que merecida e justa por toda a sua contribuição à televisão e também aos brasileiros.

Carlos Pessuti, sobrinho e então empresário de Hebe Camargo, quer preservar sua memória. E para isso, junto com o João Marcello Bôscoli – filho de Elis Regina -, ele produzirá uma exposição multimídia que irá retratar a trajetória de mais de 70 anos de carreira da tia, começando com o rádio, passando por teatro, cinema e chegando à televisão.

"Nós temos de perpetuar esse nome. Fiquei me perguntando por um tempo o que fazer com essas coisas todas da Hebe… Eu tinha de mostrar isso… O acervo não é só da Hebe Camargo, mas de toda a TV brasileira. Imagine que ela foi com Assis Chateaubriand buscar os primeiros aparelhos de televisão do País, cansou de ser retratada em teses de faculdade…", disse Pessuti ao jornal O Estado de S. Paulo.

Ainda sem data oficial definida – que pode ser o próximo dia 29 de setembro, quando completa-se o primeiro ano do falecimento da apresentadora, ou então o dia 8 de março de 2014, quando a diva da televisão faria 85 anos -, a exposição está em fase de captação de recursos e sendo estruturada.

Se tudo se concretizar, o local que deve abrir todo o material exibido será a Oca, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Se depender da gente, a fila já pode começar a ser formada. Todos prontos?