Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun/Arte: Fica Quietinho

Já assistimos e temos 10 motivos para você não deixar de ver ‘Wicked’

Nós vimos em primeira mão um dos ensaios finais de Wicked e estamos escrevendo este post para contar porque você não pode perder esta megaprodução, ok? O dia 4 de março está cada vez mais próximo e para quem é fã de musicais isso significa só uma coisa: Wicked finalmente vai fazer sua estreia no Brasil!

Siga @FicaQuietinho no Instagram

Para quem ainda não sabe do que estamos falando, no início do próximo mês chega aos palcos do Teatro Renault a montagem nacional do espetáculo “blockbuster” da Broadway, o Wicked- A História Não Contada das Bruxas de Oz, que fala sobre a amizade improvável entre a bruxa má e a bruxa boa – Elphaba e Glinda – da Terra de Oz. As duas se conhecem quando ainda eram estudantes do curso de Feitiçaria da Universidade de Shiz e o enredo se desenvolve então anos antes do que todo o mundo já conhece em O Mágico de Oz com Dorothy, Totó e sua turma.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Então, depois de termos tido a sorte de assistir antes da estreia um dos ensaios, estamos aqui elencando agora 10 motivos para você não perder este espetáculo. Por favor, nunca te pedi nada!

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

01. Myra Ruiz
Passada a euforia do anúncio oficial da montagem de Wicked no país, começou outro frenesi entre os fãs: quem seria a responsável por fazer um dos papeis mais icônicos (e amados) da Broadway? Dar vida à Elphaba, a Bruxa Má do Oeste, não é uma tarefa fácil: além de passar pelo árduo processo de maquiagem (que consiste em deixar o corpo todo na cor verde) é preciso uma potência e habilidade vocal primorosa para dar conta das músicas. A escolhida – após meses de testes – foi Myra Ruiz, nome em alta no meio musical após sua atuação de destaque em Nine, Um Musical Felliniano. E podemos assegurar: a Elphaba brasileira não deixa nada a desejar!

Myra consegue imprimir sua personalidade na personagem e seu trabalho corporal é incrível (reparem em como a postura dela vai mudando no desenrolar da trama). E quando analisamos sua voz, só podemos dizer: incrível. Defying Gravity faz você se arrepiar todo!

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

02. Fabi Bang
Tão importante quanto a Elphaba na história é a divertida (e mimada) Glinda, que futuramente se torna a Bruxa Boa. A escolhida para a produção nacional foi Fabi Bang. Veterana de musicais, este é seu primeiro papel como protagonista e a escolha não poderia ter sido mais acertada: seu timing de humor e sua voz aguda fazem de Glinda uma das melhores (e mais carismática) personagens do espetáculo.

03. O cenário
Como se trata de uma produção realizada a “quatro mãos” (a equipe técnica dos EUA veio supervisionar tudo de perto) o cenário é fiel à montagem original, mas como uma novidade: é o maior do mundo! Então prepare-se para ficar deslumbrado com as cores e riqueza de detalhes cenograficos.

04. As músicas
Tão importante quanto um elenco afinado e em sintonia, o que mais preocupa os fãs são as versões das músicas. Não é fácil saber que você não vai poder acompanhar no estilo lip sync aquela canção que já cansou de ouvir no seu iPod. E se falando de Wicked, que tem como carro chefe Defying Gravity, a expectativa em ouvir a versão nacional é altíssima.

E temos ótimas notícias: ficou tudo muito bom. Claro, um tropeço aqui e ali para conseguir manter a métrica das músicas, mas no geral o trabalho de adaptação para o português ficou excelente. Destaque para as versões de For Good, capaz de levar qualquer um as lágrimas, e Popular, que consegue divertir sem se utilizar de rimas e piada fáceis.

05. Jonatas Faro e André Loddi
Pela primeira vez o papel do galã Fiyero vai ser interpretado por dois atores. Jonatas Faro e André Loddi vão se revezar na pele do príncipe durante a temporada. Segundo a produção gringa, foi difícil escolher entre um dos dois, por isso escalar ambos traz sempre um desafio para todo o elenco, afinal, cada um vai fazer um Fiyero com suas características pessoais para o palco. E claro, está aí um motivo para a gente assistir ao espetáculo mais de uma vez. 😉

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

Foto: Divulgação/Pedro Dimitrow/Time For Fun

06. O figurino
Prepare-se para ficar babando pelas roupas extravagantes da população de Oz. São dezenas de tons de verde, acessórios bafônicos e penteados que deixariam qualquer drag queen de boca aberta. Todas as perucas foram confeccionadas individualmente para cada ator e parte do figurino veio lá de fora. É coisa fina, meu bem!

07. Os efeitos especiais
E como estamos falando de bruxas e da terra encantada de Oz, os efeitos especiais não poderiam ficar de fora. É um show de luz, sombra, projeções e cores. A cena mais esperada com certeza é o voo de Elphaba, que encerra o primeiro ato. Prepare-se!

08. A história
Se você ainda não foi convencido que não pode perder este musical, aí vai mais um motivo: a história é fantástica. Não é apenas um prólogo antes de Dorothy pousar com sua casa na terra de Oz. Wicked tem uma trama elaboradíssima, trata sobre temas como política e preconceito, além de trazer muitas e gratas surpresas para quem é fã de O Mágico de Oz.

09. O sucesso mundial
Wicked é um fenômeno global: são mais de 48 milhões de espectadores entre 12 países que já receberam a montagem do musical. Atualmente, o musical segue em cartaz na Broadway e no West End (Londres).

10. A Broadway no Brasil
E se tudo isso não foi suficiente para te conquistar, aí vai nossa cartada final: Wicked está sendo produzido pela Time For Fun, produtora responsável pela montagem brasileira de musicais como O Rei Leão, A Família Addams, A Bela e a Fera e O Fantasma da Ópera. Ou seja, pode confiar que a produção vai ser impecável e de qualidade inquestionável. E não, isso não é uma puxada de saco, ok? Quem acompanha as produções da empresa sabe muito bem do que a gente está falando e, com certeza, vai concordar.

Convencidos? Então, dia 04 de março tudo isso poderá ser visto no Teatro Renault. O musical fica em cartaz até 31 de julho e os ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro ou pelo site www.ticketsforfun.com.br. Renda-se ao poder do verde!