Foto: Divulgação/Morente Forte

‘Fluxorama’, com Caco Ciocler e Marjorie Estiano, estreia em SP

A diretora Monique Gardenberg foi convidada por Jô Bilac para dirigir a primeira encenação completa de sua obra Fluxorama, em São Paulo, peça que surge de um processo de investigação da dramaturgia performativa. Tomando o ato de pensar como ponto de partida, a narrativa é constituída sob a ótica de personagens que vivenciam situações-limite e tornam-se reféns do fluxo de seus pensamentos e memórias, num curso ininterrupto de consciência.

Siga @FicaQuietinho no Instagram

No elenco, Caco Ciocler, Luiz Henrique Nogueira, Juliana Galdino e Marjorie Estiano vão dar vida a uma maratonista, um homem que sofre um acidente, uma mulher com uma doença degenerativa e um sujeito que medita para escapar do caos da metrópole.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

A peça estreia dia 22 de julho no Teatro do Sesc Ipiranga, com sessões as quintas e sextas (21h), sábados (19h e 21h) e aos domingos (18h), e cumpre curta temporada até o dia 21 de agosto.

Com produção da Morente Forte, Fluxorama traz quatro fluxos cênicos que se convergem para um único espetáculo, criando a amarração entre o subversivo social e a intimidade da mente. A peça se propõe a uma reflexão a respeito do homem contemporâneo e o fluxo da vida, que corre acima de sua existência, o tempo inexorável e os limites físicos.

Não perca!