Foto: Reprodução/YouTube

O Caminhão do Meu Pai, curta-metragem brasileiro, também entra na disputa pelo Oscar

Foto: Reprodução/YouTube

Foto: Reprodução/YouTube

Além do ótimo Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, filme do diretor Daniel Ribeiro escolhido para representar o Brasil na categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar 2015, outra produção de “sangue verde e amarelo” também está na fase semifinal dos melhores da Academia de Hollywood.

O Caminhão do Meu Pai, do diretor paulista Mauricio Osaki, com produção de Flavia Guerra (grande amiga do blog, que já escreveu aqui no FQ), está na lista dos pré-finalistas da categoria curta-metragem.

O filme é uma coprodução inédita entre Brasil e Vietnã, com equipe técnica inteiramente tupiniquim e elenco vietnamita, rodado em Hanói, em 2011.

É uma sensível e tocante história, que retrata algumas horas da vida da pequena Mai Vy, apaixonada por animais. Um dia ela decide não ir à escola e quer ajudar o pai, que transporta agricultores pelos campos de arroz. Até que ela descobre que ele recolhe cachorros de rua e os leva para abatedouros.

O Caminhão do Meu Pai tem nove adversários na disputa por uma vaga entre os finalistas do Oscar, que serão revelados somente no dia 15 de janeiro. Veja a lista:

Aya, de Oded Binnun e Mihal Brezis
Baghdad Messi,  de Sahim Omar Kalifa
Boogaloo and Graham, de Michael Lennox
La Lampe Au Beurre De Yak, de Hu Wei
Carry On,  de Yatao Li
Parvaneh, de Talkhon Hamzavi
The Phone Call, de Mat Kirkby
SLR, de Stephen Fingleton
Summer Vacation, de Tal Granit e Sharon Maymon