Foto: Reprodução

Latinha temática marca apoio da Skol à 21ª Parada do Orgulho LGBT de SP

Todo ano, em 17 de maio, celebramos o Dia Mundial Contra a Homofobia e também o dia em que a organização da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo dá início às comemorações do Mês da Diversidade. Por isso, nesta quarta-feira, foi lançado oficialmente o tema da 21ª edição do evento que será “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todos e todas por um Estado Laico”.

Siga @FicaQuietinho no Instagram

Foto: Reprodução/FacebookDurante a coletiva de imprensa, os organizadores revelaram que por mais um ano a Parada de São Paulo terá o apoio da Skol e de um aplicativo de motorista particular. Ainda não foram anunciadas as atrações e nem quantos trios animarão o público da Avenida Paulista em 18 de junho, mas a cervejaria já revelou que terá uma latinha especial para a ocasião.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Na imagem divulgada, o logotipo da marca estampado na latinha de cerveja com as cores do arco-íris – símbolo da diversidade na bandeira LGBT – representa o apoio da Skol à comunidade. No Facebook, postagens de funcionários da marca envolvidos na ação revelaram ainda mais sobre o assunto. Segundo eles, parte do valor arrecadado com a venda das novas latinhas será destinada à Casa 1, local de acolhida para jovens expulsos de suas casas por sua orientação sexual ou identidade de gênero em São Paulo. “O respeito desce redondo!”, escreveu um deles. No ano passado, a cerveja apostou no lema “Respeito is On” durante o seu apoio ao evento.

Estado Laico

“A religião é uma questão de foro íntimo. Cada religião é um caminho e ele não pode ser imposto a toda uma sociedade. Cada caminho, cada religião, centro e templo têm suas pessoas com suas afinidade e não pode impor regras e comportamentos a todos. Tudo o que diz respeito ao público e a toda a sociedade deve ter uma postura de laicidade e não deve contemplar religiões”, disse Claudia Regina, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, durante o evento.

A drag Tchaka também saiu em defesa do tema. “É urgente. Ele precisa ser debatido, conversado e resolvido ao longo do tempo. O crescimento da Parada tem sido sistemático. E ela é uma ferramenta de debate na sociedade”, justificou.

Dia Mundial Contra a Homofobia

17 de maio foi escolhido como o Dia Mundial Contra a Homofobia por ter sido a data que, em 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) excluiu a homossexualidade da classificação de doenças, ou problemas relacionados à saúde. Atualmente, a comunidade LGBT usa o dia para atrair a atenção para a luta do movimento por leis igualitárias, respeito e apoio à diversidade sexual. Nós reunimos postagens nas redes sociais que trazem informações, considerações e até desabafos sobre o tema, corre aqui para ler.