Kelly Clarkson diz ter sido chantageada por sua gravadora para trabalhar com Dr. Luke

Kelly Clarkson diz ter sido chantageada por sua gravadora para trabalhar com Dr. Luke

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A cantora Kesha ganhou mais uma apoiadora à sua causa contra o produtor Dr. Luke. Em entrevista ao programa Kyle and Jackie O, de uma rádio australiana, Kelly Clarkson revelou que foi chantageada por sua gravadora para trabalhar com Luke.

• Curta nossa página no Facebook

Kelly trabalhou com Dr. Luke em 2009, quando lançou o single My Life Would Suck Without You, do álbum All I Ever Wanted. Por ter vencido o American Idol, ela tinha um contrato de longa duração com a RCA, que pertence à Sony. Dr. Luke é responsável pela Kemosabe Records, que também faz parte do grupo Sony.

“Eles diziam coisas como ‘nós não vamos lançar o seu álbum se você não trabalhar com ele’. Foi realmente um momento bem complicado para mim”, desabafou a cantora.

Atualmente livre da RCA, Clarkson sente-se livre para falar de sua péssima experiência com o produtor, mas optou por não opinar profundamente sobre o processo movido por Kesha.

“Se for verdade, eu não consigo imaginar trabalhar com alguém que tenha feito algo assim. Nós tivemos algumas brigas, mas não posso dizer mais nada além disso”, declarou ela, que aproveitou para dar sua opinião sobre o produtor. “Ele é um pouco difícil de trabalhar e um pouco degradante. É bem difícil para mim, porque ele basicamente vai mentir para as pessoas e isso acaba com a imagem dos artistas”, completou.

Ao contrário de Kelly, Kesha não conseguiu se livrar do contrato que assinou com Dr. Luke. Ela acusa o produtor de tê-la drogado e estuprado, além de instigar seus distúrbios alimentares durante o período em que trabalharam juntos.