In On It faz rir e faz chorar

Quando fui assistir In On It, em junho de 2009 no Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT), nem sabia do que se tratava a peça. Bela surpresa. Na ocasião, estavam em cena o diretor Enrique Diaz e Emílio de Mello, visto que o outro ator, Fernando Eiras, estava doente. O mesmo Fernando Eiras que ontem ganhou o prêmio Shell de Melhor Ator por sua atuação no palco.

Fernando Eiras, Emílio de Mello e Enrique Diaz

Embora não tenha assistido Eiras interpretando – e faço aqui uma crítica sem comparativos porque não assisti aos outros concorrentes em cena também -, In On It mereceu as duas estatuetas que levou na premiação de ontem. Enrique Diaz recebeu o Shell de Melhor Diretor, fazendo do espetáculo o mais premiado da noite.

In On It faz rir, faz chorar e acima de tudo, faz pensar. No palco, duas cadeiras e um casaco como elementos de cena. Do resto, toda a imaginação da platéia posta à prova. A atenção se volta à complexa e, ao mesmo tempo, muito simples arte de fazer teatro e brincar com as possibilidades de parar tudo, começar de novo, de uma forma diferente, de se reinventar as cenas e, subliminarmente, a vida.

Dentro daquele teatro do SESC de Rio Preto, os quase 100 minutos de encenação me prenderam na cadeira e mexeram realmente comigo. “Valeu, você tem sido um ótimo amigo!” é uma das frases de que até hoje lembro-me e que quando dita em cena, no exato momento em que acontece, faz muito sentido, é praticamente um “adeus!”.

Espero que possa revê-la nessa última semana em cartaz em São Paulo. A peça está em cartaz até domingo, dia 11 de abril, no Teatro FAAP. Se puder assistir, não perca e divirta-se diante desse turbilhão de emoções que com certeza vai mexer com você.