Foto: Divulgação

FQ no Rock in Rio | Do moicano rosa aos clipes fodásticos, 30 Seconds to Mars chega ao Brasil

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Bom, o Rock in Rio 2013 está quase chegando e para entrar no clima do festival, o Fica Quietinho resolveu fazer algo diferente.. Não, pera! Esse meme tá velho! Resolvemos fazer uma série de postagens especiais sobre os artistas pop/rock que vão ocupar o Palco Mundo nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro.

Para isso, convidamos alguns colaboradores para falar sobre o que esperar da apresentação de cada uma das atrações. É claro que escolhemos aqueles que são, antes de blogueiros, jornalistas, publicitários e afins, fãs do artista em questão. Durantes as próximas semanas, a cada dia um texto novo, autor novo, cantores novos. E para dar sequência aos trabalhos, Jé Mazzola* fala sobre 30 Seconds To Mars. Divirtam-se!

30 Seconds to Mars é uma banda inteligente. Isso mesmo. Conquista seu público não apenas pela complexa e muito bem feita música, mas também pela alta produção de seus vídeos e o charme inegável de Jared Leto. Sim, meninas (os)! Se vocês acham que reconhecem esse belo rosto másculo, vocês não estão enganadas. Jared “Lindo” Leto já fez participações em Refém de um Sonho, Clube da Luta e naquele novo filme em que o (outro lindo) Matthew McConaughey teve que emagrecer horrores, Dallas Buyers Club.

• FQ no RiR | Pronto para se jogar na balada de David Guetta?

• FQ no RiR | Muse: com muita luz e guitarra é que se faz bom show de rock

• FQ no RiR | Debochada e divertida, Ivete Sangalo vem para levantar poeira

• FQ no RiR | Matchbox Twenty finalmente se apresenta no festival

Sim, a banda formada em 2002, na Califórnia, por Jared, Shannon (seu irmão) e Tomo Milicevic, se apresenta bem linda no dia 14 de setembro, no Rock in Rio. Por isso, vamos ao que interessa: o trio já foi quíntuplo e, durante as turnês vira sêxtuplo, mas tem como artistas principais os irmãos e o baterista europeu. Seu primeiro álbum, de mesmo nome da banda, foi um lançamento modesto e até bem sucedido na época. Teve dois singles pesados, porém muito bons, Capricorn e Edge of te Earth. Já em 2005, quando lançaram o disco A Beautiful Lie, três músicas emplacaram e os fizeram conhecidos. Destaque para os clipes de The Kill e From Yesterday. Assistam ao vídeo que depois farei um comentário:

The Kill:

Em 2009, o som continua com uma pegada mais pesada, mas muito bem produzido e embalado com os sucessos Closer To The Edge, Hurricane e This Is War, que dá nome ao cd daquele ano.

 

E agora o comentário que prometi: quem for parar para analisar a videografia da banda vai notar algumas coisas. Os caras são mega fodas na produção deles e por isso intercalam clipes com historinhas interpretadas por eles mesmos com vídeos de imagens marcantes dos seus shows e seus fãs. Geralmente, quando os vídeos são esses curtas-metragens, eles apresentam cenas fortes, sombrias e algumas até cheias de tabus. É o caso de Hurricane que tem duas versões, a censurada e a não censurada. Vale assistir ambos.

Hurricane (versão censurada0:

E neste ano, mais precisamente no mês passado, os caras lançaram seu quarto disco. Esse último, com o título de Love, Lust, Faith and Dreams (“Amor, Luxúria, Fé e Sonhos”, chulamente traduzindo), traz as referências do que o grupo vivenciou durante toda sua carreira. Aqui, a dica são os hits Do or Die e Up in the Air, exemplos clássicos do que já comentei acima. Afinal, um é um retrato de alguns shows com seus fãs que vivem e vibram aquele momento e o outro é uma história hiper bem produzida.

Do or Die:

Up in the Air:

Quem assistir e prestar a atenção em todos os clipes que são curtas-metragens, irá notar a tara que o grupo tem por gêmeos. Sim, em praticamente todos os clipes produzidos e interpretados, há a participação de um ou vários gêmeos. Ainda não uma reposta do motivo disso, então se alguém souber, por favor, me conte. Achei isso bem curioso e interessante. Outro detalhe importante é que o próprio Jared faz os roteiros, produz, filma e participa dos clipes.

Para quem quer conhecer e entender um pouco mais a banda, vale esclarecer o significado do símbolo da última turnê deles. Nos primeiros anos de grupo, o “mascote” do Mars era uma fênix, pois Jared e Shannon passaram por poucas e boas com sua família desestruturada. Agora, mais maduros, eles tem como logotipo uma tríade representando um grupo de três triângulos e seus três lados. Exatamente como o trio se encontra atualmente.

Quem for ver o trio ao vivo, com certeza não vai se arrepender. Jared tem uma imensa presença de palco, contagiando a plateia. Dá para a gente ter essa ideia com os clipes que mostram shows da turnê. A galera realmente vibra e entra no clima, com direito a 30 mil pessoas pulando junto durante uma apresentação na França, por exemplo.

Os hits de todos seus álbuns estarão presentes, juntamente com as interpretações de Jared. Uma bandeira do Brasil vai aparecer no palco em algum momento e ele chamará, então, o público para um momento clássico do show, cantando alguma de suas músicas que fale sobre conquista, sonhos e possibilidade (muito provável que seja Closer To The Edge ou Do or Die).

A banda parece ser muito querida com seus fãs, então podemos esperar também uma atenção especial da imprensa brasileira. E meninas e meninos, vamos aguardar também qual vai ser o penteado da vez de Jared, já que ele já foi do moicano rosa ao cabelão até o ombro, sempre super charmoso.

*Jéssica Mazzola é jornalista e DJ