Foto: Reprodução

FQ Entrevista | “Meu sonho é cantar com Justin Timberlake”, revela Maluma

Os fãs brasileiros do cantor Maluma tiveram um feriado prolongado bastante animado com a presença do cantor por aqui. Desde a sexta-feira, 28, em terras tupiniquins, o colombiano cantou com Anitta em duas apresentações no final de semana: uma no Rio de Janeiro no sábado, 29, e outra em São Paulo, no domingo, 30.

Siga @FicaQuietinho no Instagram

Enquanto em solo carioca Anitta topou a brincadeira de beijar o rapaz na boca, os paulistas não tiveram a sorte de ver a mesma cena. Quando chamou o colombiano ao palco, o público em coro gritava “beija, beija”, mas Maluma desconversou brincando que não entendia nada em português. A morena entrou na brincadeira explicando em inglês que seus fãs queriam que ele lhe beijasse, mas terminou dizendo “mas acho que é melhor ele cantar, gente”. E assim o rapaz fez e cantou Vente Pa’ca, parceria com Ricky Martin, Chantaje, sucesso com Shakira, além de Borro Cassette e Sin Contrato, canções de seu álbum. O público que lotava o local do show foi ao delírio.

Foto: Reprodução

Nós, a convite do Spotify e da Sony Music, fomos conferir o show que aconteceu na capital paulista no Espaço das Américas e pudemos bater um papo ao vivo e a cores com o pretty boy. Durante a conversa, ele falou sobre a parceria com a funkeira carioca, o mais novo projeto de feat. que envolve a dupla sertaneja Bruninho e Davi e também, claro, filosofou sobre o título de boy magya que o público e as revistas já lhe deram. Se ele aceita ou não o fato de ser um sex simbol? Vem cá conferir!

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Ah, e sobre a parceria com os sertanejos, ele não quis revelar muitos detalhes, mas deixou escapar Bruninho e Davi devem se juntar e ele na faixa lançada já em 2016, a El Perdedor. Outras fontes também revelaram que ele deve voltar ao Brasil para se apresentar com os rapazes quando o feat. for lançado. E nós vamos estar lá, podem ter certeza!

Fica Quietinho – Como foi gravar Sim ou Não com Anitta? Você acha que há semelhanças entre o pop funk dela e o seu reggaeton que tenham colaborado para que a parceria desse tão certo?

Maluma – Anitta, antes de mais nada, é muito, muito, muito especial para mim porque, quando tive a oportunidade de conhece-la há um ano, ela foi uma pessoa incrível. Falando sobre as semelhanças entre o reggaeton e o funk que ela faz é incrível como você pode juntá-los porque eles têm o mesmo tempo. Eu posso ver que esse tipo de música feita no Brasil, não existe apenas aqui, também temos em outros lugares do mundo. Então, eu me sinto abençoado em ter conhecido Anitta e esse país maravilhoso. Eu também amo funk e gosto de ouvir no meu tempo livre também.

FQ – Você vai fazer sua terceira parceria com cantores brasileiros. Vem aí agora um feat. com a dupla Bruninho e Davi. Qual a sua relação com o sertanejo e o que podemos esperar dessa nova música?

Maluma – Bruninho e Davi estão fazendo muito sucesso pelo Brasil e para mim é uma grande oportunidade fazer uma parceria com eles. Eu já tive uma outra oportunidade de trabalhar com Lucas Lucco há três anos, eu pude vir ao Brasil para gravar Princesinha e cantar uma música com ele. É incrível como a música permite que se junte diferentes ritmos, então eu me sinto muito feliz com a chance de trabalhar agora com Bruninho e Davi e não apenas com ele, eu quero trabalhar com muitos ritmos ainda aqui no Brasil porque eu sei que é uma grande oportunidade de minha música continuar crescendo por aqui porque sei que é um mercado difícil e eu quero fazer um trabalho que seja consolidado aqui no Brasil também.

FQ – Você já fez parcerias com Ricky Martin, Thalía, Carlos Vives, Shakira e outros grandes artistas. Com quem você ainda sonha fazer um feat.?

Maluma – Quero gravar com Justin Timberlake. Ele é meu grande exemplo na indústria da música. Eu acho que eu poderia fazer um feat muito legal com ele e agradar também os fãs que ele tem. Será uma experiência maravilhosa dividir um estúdio e gravar com ele porque ele é meu ídolo. Seria meu sonho e uma grande oportunidade para mim.

FQ – As revistas – e as pessoas também – te apontam como o sex simbol do momento. O que você pensa sobre isso?

Maluma – Eu não sei o que é um “sex simbol” (risos). Essa é uma questão muito difícil para mim porque eu nunca me vi dessa forma, nunca me enxerguei como um sex simbol. Eu vou à academia porque eu quero manter a forma, porque faz bem para minha mente, mas não faço isso para parecer sexy. Também gosto de jogar futebol, mas tudo isso eu uso para o meu bem-estar, não me vejo realmente como um sex simbol. Talvez isso faça com que as pessoas me vejam dessa forma. Talvez as pessoas pensam isso, na verdade, por causa do clipe de Felices Los 4 [lançado agora no dia 21 de abril] onde puderam ver um pouco mais do meu corpo e gostaram. Mas não quero pensar nisso ou viver em função disso, quero apenas fazer meus exercícios físicos pensando realmente no meu bem-estar.

FQ – Você disse que é um super usuário do Spotify. Então, conta para a gente o que mais toca no seu ultimamente.

Maluma – Atualmente no meu Spotify tocam muitas músicas do Drake. O Drake é um grande artista, é incrível e eu tive a oportunidade de conhecer as novas canções dele por meio do meu Spotify. Ouço também Justin Timberlake e salsa. Eu amo salsa porque eu cresci ouvindo, ouça esse ritmo desde criança. Reggaeton, claro, reggaeton colombiano como J Balvin, nomes da Colômbia que fizeram história pelo mundo. Meus gêneros musicais são reggaeton, salva, R&B, muita música romântica e as canções da Anitta, claro.