Miguel Ev; Seu LugarFoto: Divulgação

FQ Entrevista | “Chegar onde quero requer muito trabalho”, diz Miguel Ev no relançamento de ‘Seu Lugar’

Nós já falamos sobre Miguel Ev aqui, vocês sabem. O moço, gaúcho e conhecido da galera por conta do X Factor Brasil, lançou nesta sexta-feira, 6, uma nova versão do single Seu Lugar. Agora, a canção traz a participação do rapper Patrick e ganhou também um clipe.

E nós também aproveitamos esse momento para bater um papo com o Miguel e saber mais sobre ele, suas influências musicais, quais serão seus próximos passos depois do EP que leva seu nome, sua visão sobre o mercado musical e, claro, algumas intimidades. Vem com a gente!

Fica Quietinho – Quando você decidiu que era da música que gostaria de viver?
Miguel Ev – Sempre gostei muito de música, sempre via meus artistas preferidos saindo em turnê, gravando músicas em estúdio e sempre foi algo que me chamou atenção. Em 2014, eu e alguns amigos formamos uma banda e foi ali que comecei profissionalmente.

FQ – De onde veio a inspiração do EP? O que tem da sua vida pessoal nas canções dele já que todas são composições suas?
Miguel – A inspiração veio de vários lugares, histórias de amigos, coisas que vivenciei, tudo acabou sendo inspiração pras músicas deste EP. Das faixas do EP a mais pessoal pra mim é Seu Lugar, que foi a primeira que escrevi para este projeto.

FQ – Fazer uma parceria com um rapper, o Patrick, no relançamento de ‘Seu Lugar’ foi ideia sua? Por quê?
Miguel – Sim, eu curto muito rap, adoro artistas como Kendrick Lamar, Chance the Rapper, Tyler, The Creator, então quando escrevi Seu Lugar fiz questão de criar uma estrofe com versos rápidos e deixei um espacinho caso quisesse relançar ela futuramente junto com algum rapper. Conheci o Patrick pela internet, ouvi e gostei muito do som dele, entrei em contato e ele logo pegou a essência da música e gravou a participação, foi muito bom trabalhar com ele!

FQ – Podemos esperar por alguma outra parceria em trabalhos futuros?
Miguel – Acho que sim, hahaha.

FQ – Se você pudesse escolher qualquer artista do mundo para fazer um feat., quem seria?
Miguel – Essa pergunta é muito difícil (risos)! Ainda mais para mim que ouço de tudo um pouco. Mas acho que seria Ed Sheeran, Shawn Mendes ou Kendrick Lamar.

FQ – Quais são suas influências musicais? Qual delas você acha que está mais presente nas produções do seu EP?
Miguel – Gosto muito do Charlie Puth, Shawn Mendes, eles também são artistas novos e me identifico bastante com eles. Para as músicas do EP me inspirei bastante no pop atual, tanto nacional (IZA, Anitta) quanto lá de fora (Ed Sheeran, Justin Bieber, etc).

FQ – O que você está preparando para a divulgação do EP? Vai ter show?
Miguel – Estou em turnê de divulgação do EP, já toquei por SP e por várias cidades do Rio Grande do Sul. Seu Lugar será o ultimo single que trabalharei deste EP, o qual vem sendo muito bem recepcionado pelo público, fico muito feliz quando as pessoas se identificam com as músicas.

FQ – É claro que há espaço para todo mundo na música, mas com tanta força do sertanejo, do pagode e até mesmo do axé no Brasil, apostar em outro segmento foi uma decisão fácil de tomar?
Miguel – Sempre gostei e me inspirei muito na música pop, precisava fazer o que eu gosto. Acho que se você for para outro gênero que não aquele que você se identifica, será mais difícil de transmitir a sua verdade.

FQ – Você ficou conhecido pelo X Factor Brasil. Como você está lidando com a exposição que a música e a televisão geram?
Miguel – A exposição que o programa me deu foi muito boa, nunca imaginei que eu, músico do interior do Rio Grande do Sul, teria fãs de todos os lugares do país. Meu Spotify tem ouvintes de todo Brasil, é incrível. E o carinho deles também é muito bom!

FQ – Antes do X Factor Brasil, o que você fazia? Já trabalhou com outras coisas que não sejam relacionadas à música?
Miguel – Antes do X Factor, eu já era músico. Em 2015, lancei dois singles – Juntos e Mundo a Dois –, e também trabalhava como professor de iniciação musical para crianças.

FQ – O que passa na cabeça de um finalista de reality show durante aqueles minutos de tensão em que você não sabe se vai embora ou fica no programa?
Miguel – É uma mistura de nervosismo com ansiedade que não consigo descrever com palavras (risos). 

FQ – Com a pouca idade que você tem, com as oportunidades que você teve, chegando aonde você chegou, como é que você definiria esse seu momento atual?
Miguel – Um dos melhores até agora! É muito bom poder compartilhar meus pensamentos e ideias por meio da música e ter uma resposta boa do público. Mas, claro, também está sendo o momento mais puxado até agora, conseguir chegar onde quero requer muito trabalho e esforço.

FQ – Chegou a hora de invadir um pouco a sua intimidade. Que manias você tem? O que você mudaria em você se tivesse direito a um desejo?
Miguel – Eu tenho o costume de ficar cantando toda hora, ouço música toda hora. Quando estou ansioso, tenho mania de roer unhas e comer chocolate. Hahaha! Eu queria ser menos ansioso.

FQ – É fácil conquistar o Miguel? Que tipo de pessoa te atrai?
Miguel – Olha, depende, hahaha! Quando a pessoa é engraçada, tem assuntos legais e é tranquila de socializar, é fácil até (risos).

FQ – O que não pode faltar na geladeira? No guarda-roupa? No flerte? No primeiro encontro? Na cama?
Miguel – Uma sobremesa. Chapéu e perfume. A música “Você – Miguel Ev”. Um jantar legal e uma conversa boa. Um travesseiro confortável.

FQ – Uma qualidade. Um defeito. Um filme. Uma música. Um lugar. Um desejo.
Miguel – Carismático. Ansioso. Questão de Tempo (About Time). Meu novo single, Seu Lugar. Algum festival de música. Continuar conectando mais pessoas por meio da música e chegar cada vez mais longe.