Espetáculo ‘Amaluna’, do Cirque du Soleil, chega ao país no final do ano

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Depois das turnês bem-sucedidas de Saltimbanco (2006), Alegria (2007), Quidam (2009), Varekai (2011) e Corteo (2013) pelo país, a trupe canadense do Cirque du Soleil não pisava em território brasileiro há um bom tempo, né? Deixou órfão por já quase quatro anos os fãs dos espetáculos circenses produzidos pelo grupo. Mas, com Amaluna, isso está prestes a acabar!

Siga @FicaQuietinho no Instagram

Depois de muitas negociações, o Cirque du Soleil irá montar seu picadeiro em São Paulo e no Rio de Janeiro até o final deste ano. O espetáculo escolhido foi Amaluna. A turnê deve começar a partir do mês de outubro na Terra da Garoa, seguindo depois para a Cidade Maravilhosa. As informações ainda são “extra oficiais”, mas é só esperar um pouquinho que daqui a pouco elas serão anunciadas. 😉

Foto: Divulgação

O espetáculo

Amaluna convida o público a visitar uma misteriosa ilha governada por deusas e guiada pelos ciclos da lua. O nome do espetáculo, que é escrito e dirigido por Diane Paulus, é uma fusão das palavras ‘ama’ – que se refere a mãe – e ‘luna’, a lua. A história tem um foco no amor, feminilidade, renovação e equilíbrio. Sim, tudo bem místico do jeito que o grupo gosta de apresentar seus shows.

Foto: Divulgação

Girl Power

Nas montagens pelo mundo afora, a banda de Amaluna, que toca e canta toda a trilha sonora do espetáculo ao vivo, sempre foi formada 100% por mulheres, algo que deve se repetir por aqui.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Grande parte do elenco (de palco, que realiza as acrobacias e etc.) também é composta por mulheres. “O espetáculo é uma reflexão sobre o equilíbrio na perspectiva de uma mulher”, contou o diretor criativo Fernand Rainville. Incrível, não é mesmo? Manda mais #girlpower que está pouco! <3

Ansiosos? Já dá pra ir tendo um gostinho do que vem por aí ouvindo a trilha sonora de Amaluna, disponível no Spotify:

postado por Vinícius Costa em 09 de março de 2017 às 10:48