Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

Em novo comunicado, família de Avicii dá a entender que DJ se suicidou

As causas da morte do DJ Avicii no último dia 20 ainda não foram oficialmente esclarecidas. Mas, o novo comunicado emitido pela família do sueco dá a entender que ele teria tirada a própria vida durante sua viagem a Omã. O rapaz, de 28 anos, foi encontrado morto em um resort de Muscat, capital do país.

Siga o Fica Quietinho no Instagram

As informações são da revista Variety. A publicação entrou em contato com os assessores do DJ, mas eles ainda não se manifestaram sobre os questionamentos. No entanto, um tradutor de sueco diz que a implicação sobre suicídio fica bastante evidente quando o texto é lido em sua língua original.

O texto divulgado pela família de Tim Bergling – verdadeiro nome do dono de Wake Me Up – fala sobre a busca pela perfeição e a luta do rapaz para encontrar um equilíbrio entre a felicidade e as exigências do showbizz.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

“Nosso amado Tim era um buscador, uma frágil alma artística em busca de respostas para questões existenciais. Um perfeccionista super-realizador que viajou e trabalhou duro em um ritmo que levou ao estresse extremo. Quando parou de fazer turnê, ele queria encontrar um equilíbrio na vida para ser feliz e capaz de fazer o que ele mais amava – música. Ele realmente lutou com pensamentos sobre o significado, a vida, a felicidade. Ele não podia continuar mais. Ele queria encontrar a paz. Tim não foi feito para a máquina de negócios em que se encontrava; ele era um cara sensível que amava seus fãs, mas evitava os holofotes. Tim, você será eternamente amado e tristemente perdido. A pessoa que você era e sua música manterão sua memória viva”, diz a nota.

Saúde delicada e pausa na carreira

Embora a causa da morte de Avicii não tenha sido divulgada, o DJ sofria há ano com problemas de saúde. O excesso no consumo de álcool lhe rendeu uma pancreatite aguda. Em 2014, chegou a ser submetido a cirurgias para a retirada do apêndice e da vesícula biliar.

Em 2016, o produtor anunciou sua aposentadoria como DJ e disse que não faria mais apresentações ao vivo. No começo de 2017, disse que estava voltando aos estúdios, mas nada foi lançado. “No ano passado, eu parei de me apresentar ao vivo, e muitos de vocês acharam que já era. Mas o fim dos shows nunca significou o fim do Avicii ou da minha música. Em vez disso, eu voltei ao lugar onde tudo fazia sentido: o estúdio.O próximo passo tem a ver com o meu amor por fazer música para vocês. É o começo de algo novo”, afirmou à imprensa na época.

Documentário

Um documentário sobre o artista estava sendo produzido, mas até então não foi lançado oficialmente. Avicii: True Stories teve um trailer divulgado em setembro do ano passado e algumas pré-estreias pelo mundo no mês seguinte. A direção é de Levan Tsikurishvili e, segundo a mídia internacional, o projeto deve ser liberado na Netflix em um futuro próximo.