Em 10 anos, vazamento de sex tape de Kim Kardashian já rendeu US$ 100 mi

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Sim, já tem dez anos que a famosa sex tape de Kim Kardashian e seu ex-namorado Ray J foi divulgada na internet. Foi em 2007 que o vídeo ganhou a rede e, até hoje, ele ainda rende. Segundo o TMZ, em todo esse tempo, a fita já gerou pelo US$ 100 milhões e foi assistida por mais de 200 milhões de pessoas no mundo todo.

Siga @FicaQuietinho no Instagram

O site fez uma reportagem especial sobre esse aniversário de uma década da sex tape e levantou algumas estatísticas a respeito dela. Além do cálculo de dividendos acima, o TMZ descobriu – por exemplo – que, a 1,5 segundos, alguém acessa a gravação em algum site ou blog da internet. Em uma conta rápida, temos quase 58 mil visualizações do material por dia.

Curta o Fica Quietinho no Facebook

Outra curiosidade que também é comentada é sobre o valor que a mulher de Kanye West teria recebido para vender sua imagem e o conteúdo da sex tape para um estúdio pornô. Estima-se que ela tenha ganhado pelo menos US$ 5 milhões para ceder os direitos. Há ainda a história de que Kim teria chorado e negado ser ela no vídeo quando ele caiu na internet, mas se acalmou bastante quando soube do valor oferecido pela produtora.

Picos de acesso

A sex tape de Kim Kardashian tem alguns momentos de recorde de procura na internet. Nesses dez anos, o vídeo teve altíssimas taxas de busca durante o casamento e também a separação da moça e Kris Humphris, por exemplo. Também foi intensamente procurado no início de seu namoro com Kanye West e, mais recente, por conta do assalto que a socialite sofreu em Paris.

A sex tape

As gravações de Kim Kardashian fazendo sexo com Ray J, seu namorado na época, foram feitas em 2003. O casal estava de férias no México e ela e o rapper resolver apimentar a relação e fazer o vídeo. O vazamento veio quatro anos depois, em 2007 e teve altíssima repercussão na mídia.

postado por André Vendrami em 07 de abril de 2017 às 13:46