Ed WestwickFoto: Reprodução

Ed Westwick, de ‘Gossip Girl’, se pronuncia sobre acusação de estupro da atriz Kristina Cohen

Na noite desta segunda-feira, 6, a atriz americana Kristina Cohen usou seu perfil no Facebook para tornar pública uma acusação de estupro dirigida ao ator Ed Westwick, famoso por interpretar Chuck Bass na série Gossip Girl. No texto, a atriz faz um relato bastante detalhado da forma como o rapaz a assediou e acabou a estuprando enquanto ela dormia.

Nesta terça-feira, 7, Westwick usou seu Twitter para se pronunciar sobre a acusação. Segundo ele, a história nunca aconteceu e ele e Kristina Cohen jamais se conheceram. “Eu não conheço essa mulher. Eu nuca me forcei contra qualquer mulher de forma alguma. Eu, com toda a certeza, nunca cometi estupro”, diz ele no texto publicado.

Entenda o caso

Desde que algumas atrizes decidiram levantar a bandeira contra o assédio sexual em Hollywood, vários grandes nomes do cinema e TV americanos têm visto suas carreiras desmoronar. É o caso de Kevin Spacey, Bill Cosby e Harvey Weinstein, entre outros. Kristina Cohen e seu relato vêm somar o nome de Ed Westwick à lista.

Em sua publicação no Facebook, ela conta detalhadamente como foi estuprada pelo ator enquanto fazia uma visita à sua casa. “Eu namorava um produtor amigo do ator Ed Westwick. Foi ele quem me levou até a casa de Ed, onde o conheci. Eu quis sair de lá quando Ed sugeriu que ‘a gente devia transar todos juntos’. Mas o produtor não quis deixar Ed desconfortável com a nossa saída. Ed insistiu que a gente ficasse para jantar. Disse que estava cansada e queria ir embora, tentando sair de uma situação que já estava desconfortável. Ed sugeriu que tirasse um cochilo no quarto de hóspedes”, conta ela.

“Fui para o quarto de hóspedes e acabei dormindo, quando acordei com Ed abruptamente em cima de mim e com seus dedos penetrando meu corpo. Pedi pra ele parar, mas ele era forte. Lutei com ele o máximo que consegui, mas ele me segurou pelo rosto e pelas minhas mãos, me chacoalhando e dizendo que queria ‘me foder’. Fiquei paralisada e aterrorizada. Não conseguia falar e nem me mexer. Ele me segurou e me estuprou. Foi um pesadelo e os dias que seguiram não foram nada bons, continua o texto.

“Espero que meu depoimento possa ajudar outras a saber que elas não estão sozinhas, que elas não se sintam culpadas, e que isso não é culpa delas. Espero que minha história e as outras histórias ajudem a reiniciar e a realinhar os ambientes tóxicos que têm criado esses monstros”, finaliza a atriz.