Após pressão de artistas a favor de Kesha, Sony estuda demitir Dr. Luke, diz site

Após pressão de artistas a favor de Kesha, Sony estuda romper contrato com Dr. Luke, diz site

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução/The Wrap

Nos últimos tempos a internet vem se recheando de publicações e declarações de apoio à situação de Kesha. Isso deve ser um dos principais fatos para que a Sony Music rompa seu contrato com Dr. Luke um ano antes do fim. As declarações de artistas como Adele, Lady Gaga e Kelly Clarkson e a pressão de colaboradores da empresa para que ela tome uma posição diante da polêmica envolvendo a cantora e o produtor musical podem resultar nessa quebra de relações, apontam fontes do site The Wrap.

• Siga o @FicaQuietinho no Instagram

Para quem vive no mundo da Lua não acompanhou a polêmica que envolve os dois, Kesha acusa Dr. Luke de ter abusado sexualmente dela e pede na Justiça o rompimento do contrato que tem com ele. No entanto, o julgamento da ação resultou em derrota para a cantora, que segue presa ao acordo de exclusividade que tem.

• Curta o Fica Quietinho no Facebook

Embora as fontes do site confirmem que o rompimento da Sony com Dr. Luke seja algo praticamente certo, os representantes do produtor não responderam sobre o assunto, asim como a assessoria da empresa também se negou a comentar os rumores.

Essas pessoas próximas ao alto escalão da Sony ainda afirmam que, embora a Justiça esteja do lado da empresa, alegando que não há provas nem evidências de que a acusação de Kesha seja verdadeira, a equipe de relações públicas analisa como “um pesadelo” o resultado que a apoio de Zedd, Adele, Taylor Swift e outros astros da música tem gerado na imagem da corporação.

No mercado, especula-se que o contrato de Dr. Luke com a Sony seja de cerca de US$ 60 milhões e sabe-se que a duração do mesmo iria até 2017. Porém, acredita-se também que esse valor seja exagerado e que a empresa tenha o contratado bem mais para garantir sua exclusividade como produtor de discos de sucesso do que por sua capacidade de atrair um elenco de artistas lucrativos.

Vale lembrar que, mesmo que a Sony venha de fato a demitir Dr. Luke, a situação de Kesha não estaria resolvida. O contrato que a cantora pede na Justiça para rescindir é celebrado diretamente entre ela e o produtor, não tendo participação da gravadora nele.

Vamos então ficar ligadinhos e acompanhar esse babado, né? #FreeKesha