Aos 58 anos, atriz da saga erótica Emmanuelle quer papel na versão 3D do longa

Da agência EFE:

A atriz holandesa Sylvia Kristel, protagonista de Emmanuelle, um dos clássicos do cinema erótico, afirmou que gostaria ter um “pequeno papel” na versão em terceira dimensão do filme, informou neste domingo a imprensa brasileira.

“Há alguns anos, Alain Siritzky produziu uma versão de Emmanuelle para a TV com computação gráfica, cheia de efeitos especiais, para explorar a questão sexual sobre ângulos mais futuristas. Só espero que me arranjem um papel, mesmo que pequeno, na versão 3D”, disse a atriz ao jornal O Globo.

Siritzky dirigirá a nova versão do clássico inspirado no romance Emmanuelle: The joys of a woman, de Marayat Bibidh Andriane e que chegou aos cinemas na década de 1970 pelo francês Just Jaeckin.

O filme original, gravado na Tailândia e nas ilhas das Seychelles com um orçamento de US$ 500 mil, arrecadou US$ 100 milhões.

Para o novo papel de Emmanuelle se especula na imprensa da Europa o nome da atriz Eva Green.

Sylvia, de 58 anos e que venceu um câncer no garganta, reconheceu que ainda colhe frutos da fama conquistada por seu papel, pois recebe dinheiro de diferentes países do mundo – especialmente do Japão – que a convidam para participar de programas.

“Até hoje, no Japão eu sou chamada para programas de TV ou entrevistas, em que me dão um cachê bom o bastante para pagar meu aluguel, só para me ouvir falar da personagem”, ressaltou ela, quem disse esperar seguir sua carreira como produtora.

“Hoje, eu estou travando uma luta para conseguir recursos para levantar meu segundo curta de animação, que vai tratar dos dias em que vivi em Los Angeles, em contato com as principais cabeças da pop art” declarou.